Mudaram os caranguejos, mas o mangue continua o mesmo – Novo presidente do senado é investigado pelo STF

In Política On
- Updated

A derrota de Renan Calheiros (MDB-AL) causou uma comoção nas redes sociais neste final de semana. Os brasileiros usaram as redes sociais para comemorar a derrota do coronelismo e da corrupção no senado. Só que não, mesmo com toda essa comoção, e delírios de vitória, o senado não mudou. Como escreveu um velho amigo, “mudaram os caranguejos, mas o mangue continua o mesmo”.

O novo presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP) é alvo de dois inquéritos no Supremo Tribunal Federal (STF). As investigações apuram irregularidades em sua campanha eleitoral de 2014, quando foi eleito senador.

Os dois casos começaram a ser apurados na esfera eleitoral, no Tribunal Regional Eleitoral do Amapá (TRE-AP), onde foram arquivados. Mas a Procuradoria-Geral da República (PGR) pediu ao STF a abertura das investigações em 2016 e 2018.

Na Corte, as ações tramitam de forma conjunta e estão sob a relatoria da ministra Rosa Weber. Um dos casos está sob segredo de Justiça.

Em documentos que constam nos autos do outro dos inquéritos, a PGR cita entre as suspeitas a utilização de notas fiscais falsas emitidas pela L.L.S. Morais – ME para a prestação de contas do parlamentar eleito.

Nos processos, a defesa de Alcolumbre tem alegado inocência e afirmado que não houve falsificação de notas.

You may also read!

TRE-BA monta esquema especial para a biometria na Região Metropolitana de Salvador

Os município em fase de recadastramento biométrico obrigatório deverão adotar um esquema especial de atendimento a partir de amanhã

Read More...

Onze meses depois e ainda não reveleram quem mandou matar Marielle Franco e o seu motorista Anderson Gomes

As investigações sobre o assassinato da vereadora Marielle Francisco da Silva, Marielle Franco, e o motorista Anderson Pedro Gomes

Read More...

Operação da Polícia Civil realiza abordagens no Terminal de São Joaquim

Com o objetivo de inibir a circulação de drogas durante o Carnaval, a Polícia Civil desencadeou, nas primeiras horas

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu