Marinha faz balanço da missão no Haiti e destaca missão cumprida

In Brasil On
- Updated

A Marinha do Brasil deu início hoje (28) no Rio de Janeiro a um seminário para avaliar os 13 anos da experiência brasileira na Missão das Nações Unidas para Estabilização do Haiti (Minustah). O evento, que vai até amanhã (29), conta com a participação de oficiais das três Forças Armadas brasileiras – Marinha, Exército e Força Aérea -, além de diplomatas, pesquisadores e outros interessados.

A Minustah foi criada por Resolução do Conselho de Segurança da ONU em fevereiro 2004. O objetivo era restabelecer a segurança e a normalidade após sucessivos episódios de turbulência política e violência que culminaram com a partida para o exílio do então presidente Jean Bertrand Aristide. A missão foi encerada no mês passado. Durante os 13 anos, o Brasil foi responsável pelo comando militar, que teve ainda a participação de tropas de outros 15 países.

“Quando chegamos lá, o país estava a beira de uma guerra civil e passados esses anos se tornou um lugar melhor. Só não ficou melhor ainda devido a uma série de catástrofes naturais. Mas, em termos de segurança, houve a estabilização do país. Em termos do processo político, tivemos pela primeira vez uma sequência de dois presidentes democraticamente eleitos. Antes, era raríssimo um presidente concluir seu mandato”, avalia o contra-almirante Carlos Chagas, que foi assistente do primeiro comandante da missão, o general Augusto Heleno. Informações da Agência Brasil.

You may also read!

Interior da Bahia em alerta com incêndios

Nesta sexta-feira (24), duas aeronaves que estavam atuando em Lençóis serão remanejadas para a região de Uibaí, no norte

Read More...

Projeto Cultura da Paz estreita relação entre estudantes e ambiente escolar no bairro de Valéria

De um lado do portão do Colégio Estadual Professora Noêmia Rego, em Valeria, está grafitado um campo de girassóis.

Read More...

MAUS TRATOS? – Filhote morre depois de desembarcar na ponte aérea São Paulo- Rio de Janeiro

A estudante Gabriela Duque Rasseli, de 24 anos, cobrou a companhia aérea Latam por possíveis maus-tratos contra seu cachorro

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu