Sírio-LibanÊs príbe que seus médicos participassem de reunião com Bolsonaro

In Brasil On
- Updated

O hospital Sírio-Libanês vetou a presença de seus médicos em uma reunião realizada ontem (1º) com o presidente Jair Bolsonaro, no Palácio do Planalto, sobre o uso da cloroquina em tratamentos para a covid-19.

Segundo a coluna de Bela Megale, no jornal O Globo, a ordem veio da cúpula do hospital. A avaliação é que ainda é prematuro ter qualquer conclusão sobre o uso do medicamento no combate ao coronavírus. Como o encontro debateria esse tema, a determinação foi de que nenhum médico do hospital poderia participar do encontro, nem os da unidade de Brasília.

You may also read!

Transporte coletivo intermunicipal é liberado em 303 municípios baianos

Cidades inseridas em macrorregiões de saúde que apresentaram redução na taxa de contaminação e de ocupação de leitos para

Read More...

ELES PASSARAM A BOIADA, E AGORA INVENTARAM OUTRA MENTIRA

Ao lado do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, e do deputado estadual (PSL-SP) Frederico D’Ávila, o presidente Jair

Read More...

Justiça Militar ignora congelamento e prevê R$ 2 milhões para novos cargos

A Justiça Militar ignorou o impedimento de contratação de novos servidores, previsto na lei complementar 173, e incluiu a

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu