Presidente do TJ-BA libera funcionamento do Conjunto Penal de Feira de Santana – Bahia Press

Presidente do TJ-BA libera funcionamento do Conjunto Penal de Feira de Santana

In Bahia On
- Updated

A Secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização (Seap) informa que o presidente do Tribunal de Justiça da Bahia, Gesilvado Britto, atendeu solicitação do Estado e suspendeu a interdição parcial do Conjunto Penal de Feira de Santana. Na decisão desta segunda-feira (6), Gesivaldo Britto considerou o argumento de que a Unidade de Feira de Santana não poderia ficar interditada parcialmente pelo fato de agravar o problema de superlotação em outras Unidades Prisionais do Estado.

O Conjunto Penal de Feira de Santana sofreu interdição parcial no dia 26 de abril até o cumprimento de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC). A interdição da maior Unidade Prisional do Estado causou a superlotação de Complexos Policiais, a exemplo das Delegacias de Alagoinhas e Feira de Santana, e, por conta disso, a Seap precisou distribuí-los para outras Unidades Prisionais.

Vale ressaltar que o Conjunto Penal de Feira de Santana possuía 340 vagas para 900 presos e, com recursos próprios, a Bahia ampliou a Unidade para 1.356 vagas. A Unidade Prisional também passou por reformas e possui recursos de última geração como 09 portais detectores de metais, circuito fechado de TV (CFTV), controle de abertura e fechamento das celas, da água e da iluminação pelo nível superior, sem que haja necessidade de contato do Agente Penitenciário com os presos, entre outros.

Na semana passada, a Secretaria remanejou 14 Agentes Penitenciários para a Unidade e colocou em funcionamento mais um Módulo, como também, o Minipresídio, e espera nos próximos dias entregar outro Módulo.

A Seap além de recepcionar em Salvador os presos da Delegacia de Feira de Santana e de algumas Comarcas, as quais, conforme disciplina o Provimento 04/2017 CGJ, pertencem ao Conjunto Penal de Feira de Santana, a exemplo de Serrinha, também recepcionou 30 presos da Comarca de Alagoinhas.

Não obstante os grandes desafios, a Seap espera inaugurar o 18º Núcleo da Central de Penas e Medidas Alternativas no município, logo após o fim do período eleitoral. A Assembleia Legislativa já aprovou o Projeto de Lei que visa a criação do Núcleo e estão sendo realizadas visitas de mobilização do Gestor Municipal, Poder Judiciário, Defensoria Pública e Ministério Público da Comarca de Alagoinhas, para futura implantação de unidade da CEAPA na cidade.

You may also read!

Show de rap na Itália deixa seis mortos e mais de cem feridos

Ao menos seis pessoas morreram pisoteadas e mais de 100 ficaram feridas em uma confusão ocorrida durante um show

Read More...

Agentes de trânsito são agredidas durante fiscalização no Mercado do Peixe

Duas agentes da Transalvador foram agredidas verbalmente na tarde desta sexta-feira (07) durante uma ação de fiscalização de estacionamento

Read More...

Festival de Verão altera tráfego durante o final de semana

O Festival de Verão, que acontece neste final de semana (08 e 09), causará alteração no tráfego de veículos

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu