Barroso mantém condenação de policiais pelo massacre do Carandiru

In Brasil On

O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), manteve, na quarta-feira (3), a condenação de policiais militares de São Paulo pelo massacre de Carandiru, em outubro de 1992. A decisão de Barroso é tomada logo após a Comissão de Segurança Pública da Câmara aprovar a proposta de anistia ampla aos policiais condenados.

A proposta ainda vai tramitar em outras comissões e, para valer, precisa ser aprovada pelo plenário. As informações são do jornal Folha de S. Paulo.

A decisão de Barroso desta quarta foi com relação a um recurso em que a defesa buscara reverter a condenação dos policiais. Eles foram condenados em 2013, com penas que variam entre 48 e 624 anos de reclusão. Porém, em 2016 e 2018, o Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) anulou as condenações.

Posteriormente, o Ministério Público de São Paulo recorreu ao Superior Tribunal de Justiça, que restabeleceu a condenação, em junho de 2021. Os advogados, então, apresentaram novo recurso, desta vez ao STF, que enfim manteve a condenação do júri.

You may also read!

Auxílio Taxista começa a ser pago hoje com parcela dobrada

Cerca de 245 mil taxistas recebem nesta terça-feira (16) as duas primeiras parcelas do Auxílio Taxista, benefício emergencial para compensar o aumento

Read More...

Salvamar promove capacitação para surfistas

A Coordenadoria de Salvamento Marítimo (Salvamar) promove o projeto Surf Salva, em parceria com a Sociedade Brasileira de Salvamento

Read More...

Fundação José Silveira participa de planejamento estratégico para multiplicação de centros florestais em todos os biomas brasileiros

A Unidade de Segurança, Saúde e Meio Ambiente (USSMA) da Fundação José Silveira participou da I Oficina de Alinhamento

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu