Assessores de Bolsonaro estão agindo para evitar CPIs em 2022, ano eleitoral

In Política On

Membros do Palácio do Planalto começam a agir na tentativa de evitar que comissões, tais quais a CPMI das Fake News e a CPI da Covid, funcionem em 2022 – ano de eleição presidencial – com a justificativa de que elas representam um desgaste para o presidente.

Os assessores do presidente Bolsonaro têm ido atrás de senadores e deputados com o objetivo de convencê-los a não apoiar o funcionamento das comissões. Segundo o G1, o governo está oferecendo apoio nas eleições, o que resultaria na liberação rápida de recursos de emendas parlamentares, com a intenção de garantir que os parlamentares não apoiem a volta da CPMI das Fake News ou a criação de uma nova CPI da Covid.

O senador Angelo Coronel (PSD-BA), presidente da CPMI das Fake News, afirmou que a comissão voltará a funcionar este ano, porém um pouco mais tardiamente devido à nova onda do coronavírus.

“A CPMI vai voltar a funcionar, foi o que o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, nos garantiu. Mas não deve ser possível agora em fevereiro por causa da rápida disseminação da ômicron”, disse.

Quanto à nova CPI da Covid, os senadores do Observatório da Pandemia já estão recolhendo assinaturas para a criação da nova comissão. Até o momento, eles conseguiram 14 das 27 necessárias.

“O governo está procurando senadores para convencê-los a não assinar o requerimento e estão oferecendo vantagens no ano eleitoral”, afirmou o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), um dos autores do novo requerimento.

Foto: Adriano Machado/Reuters 

You may also read!

Ao que tudo indica, a cúpula de campanha do presidente Jair Bolsonaro (PL) vem debatendo a possibilidade de abrir

Read More...

GESTÃO BOLSONARO TIRA VERBA DE AUXÍLIO A FAMÍLIAS POBRES E COMPRA TRATOR PARA ALIADOS

O governo Jair Bolsonaro (PL) destinou para a compra de tratores um recurso de R$ 89,8 milhões que deveria

Read More...

TRÁFICO DE DROGAS – POLICIA PRENDE E JUSTIÇA SOLTA

Um traficante que vendia cigarros de haxixe por 50 reais para universitários e em eventos para a classe alta,

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu