INCAPACIDADE – Bruno Reis diz que Salvador não tem como melhorar a quantidade de testes para novos contaminados

In Política On
- Updated

“Eu desafio encontrar uma prefeitura com tantos pontos de testagens como Salvador”, disse Bruno Reis em coletiva à imprensa nesta segunda-feira (10). Porém, casos de pessoas com sintomas que estão com dificuldade em realizar o exame estão sendo frequentes.

O  estudante Matheus Vilas, 22, recebeu o diagnóstico positivo para a Covid-19 na manhã desta segunda. Com sintomas desde a quarta-feira passada (5), ele demorou cinco dias para conseguir realizar a testagem em um dos postos de saúde de Salvador.

Na última sexta-feira (7), com febre e tosse, ele se deslocou de sua casa em Pau da Lima para a Unidade Básica de Saúde (UBS) de Canabrava. Lá, Matheus procurou por um teste de Covid-19, mas recebeu como resposta que a funcionária que realizava a testagem estava afastada – também diagnosticada com a doença – e não havia ninguém para fazer o exame na unidade.

Além disso, lhe foi dito que também era necessário uma requisição médica para fazer o exame. “Eu fiquei na UBS para fazer o atendimento, pegar a prescrição e depois fui tentar fazer o teste em outro posto de saúde”, conta. Saindo de lá, Matheus foi para a UBS de Castelo Branco e também não conseguiu fazer o exame.

“Eles só tinham 10 testes e faziam tudo pela manhã. Cada UBS faz em um horário, e ainda o telefone não funciona, tento ligar e sempre dá que não existe”, relata o estudante, que diz não encontrar informações de horário de testagem online também.

Durante a coletiva, o prefeito Bruno Reis e o secretário municipal de Saúde, Leo Prates, negaram a possibilidade de melhorar a estrutura de testagem em Salvador. “Não há como oferecer uma estrutura maior do que a que nós oferecemos”, disse o prefeito.

Bruno Reis pediu compreensão com os profissionais de saúde. Segundo ele, durante a testagem no ponto itinerante do Bonfim, foram realizados 110 testes apenas pela manhã. No entanto, as pessoas teriam se queixado pelos profissionais terem saído para almoçar.

O secretário Leo Prates também falou sobre a dificuldade da gestão de pessoas nesse momento da pandemia. De acordo com Leo, cerca de 2.200 profissionais de saúde estão afastados por licença médica, um médico nunca antes visto. “Estão afastados não porque querem, mas porque não suportam mais”, disse o secretário.

Salvador possui atualmente 50 postos com testes rápidos de Covid-19. Apesar do crescimento em número de infectados, Bruno Reis comemorou que esse número não se reflete em novas internações. Segundo dados apresentados durante a coletiva, moradores do interior da Bahia ocupam mais de 70% dos leitos voltados para a Covid em Salvador.

You may also read!

Forró de luto – A Bahia perdeu Zelito Miranda

O cantor Zelito Miranda morreu durante a madrugada desta sexta-feira (12). A informação foi confirmada ao Metro1 por sua

Read More...

Motorista de aplicativo é encontrado morto em porta-malas no CIA

Um motorista de aplicativo foi sequestrado e encontrado morto pela polícia no porta-malas de um carro na BA-526 (estrada Cia-Aeroporto),

Read More...

Vacinação antirrábica alcançou mais de 20 mil animais em Salvador em quatro dias

Mais de 20 mil cães e gatos em Salvador foram imunizados nos quatro primeiros dias da Campanha Nacional de

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu