Novas acusações contra Marilyn Manson: ex-namoradas relatam presença de cela de confinamento em sua casa

In Mundo, Pegando Fogo On

No domingo, 14, a revista Rolling Stone publicou o depoimento de quatro mulheres denunciando o artista norte-americano, Marilyn Manson. No momento, ele acumula mais de quinze acusações de abuso sexual. No artigo, é exposto como o homem possuía, em sua residência, uma cabina de vidro chamada “Bad Girl’s Room” (Quarto das Meninas Más).

As acusações foram feitas por três ex-namoradas do roqueiro, Ashley Morgan Smithline, Evan Rachel Wood e Sarah McNeilly, e uma ex-funcionária, Ashley Walters.

Elas explicam como a cabina de vidro, inicialmente, tinha o propósito de ser uma cabine de gravação, para o trabalho do músico. Porém, segundo as denúncias, Marilyn transformou o local no que foi chamado de uma “cela de confinamento utilizada para torturar psicologicamente as mulheres”.

A ex-assistente, Ashley Walters, conta como Manson gostava de contar às pessoas sobre a cela, sempre em tom de piada e se gabando. A revista ainda nos lembra de uma entrevista concedida pelo cantor para uma revista, em 2012, na qual ele diz que “Caso alguém se comporte mal, eu posso trancá-los nela [na cela], que é à prova de som”.

Evan Rachel Wood tinha apenas 18 anos quando começou a namorá-lo e o relacionamento dos dois ficou muito conhecido. Em 2016, ela disse à Rolling Stone ter sido vítima de estupro e, em 2018, testemunhou perante o Subcomitê Judiciário da Câmera em apoio à aprovação da Declaração de Direitos de Sobreviventes de Violência Sexual. Em seu discurso, é feita uma acusação de estupro contra um ex-parceiro, porém sua identidade só veio a ser revelada em 2021. Sua fala foi muito compartilhada na internet e, na época, já se discutia a possibilidade de Marilyn ser o suposto agressor. Confira o vídeo: Evan Rachel Wood testemunha sobre os abusos que sofreu de parceiro íntimo (legendado) – YouTube

No primeiro dia de fevereiro desse ano, Rachel Wood veio à público, através de suas redes sociais, e expôs a identidade de seu agressor: Marilyn Manson.

“O nome do meu agressor é Brian Warner, também conhecido mundialmente como Marilyn Manson. Ele começou a se aproveitar de mim quando eu era uma adolescente e me abusou horrivelmente por anos. Eu sofri lavagem cerebral e fui manipulada à submissão. Estou farta de viver com medo de retaliação, difamação ou chantagem. Eu estou aqui para expor esse perigoso homem e cobrar das diversas indústrias que permitiram suas ações, antes que ele arruíne mais vidas. Estou ao lado de todas as vítimas as quais não ficarão mais em silêncio.”

Poucas horas depois, o acusado utilizou a mesma plataforma para se defender:

“Obviamente, minha arte e vida têm há muito tempo sido ímãs de controvérsia, mas essas recentes acusações sobre mim são distorções horríveis da realidade. Meus relacionamentos íntimos sempre foram completamente consensuais, com parceiros de mentalidade parecida. Independente de como, ou porquê, outros estão agora escolhendo deturpar o passado, essa é a verdade.”

Em defesa às vítimas, Phoebe Bridgers utilizou seu twitter, no dia 04 de fevereiro, relatando que Marilyn possuía um “quarto do estupro” em sua residência.

“Eu fui na casa de Marilyn Manson quando eu era adolescente com alguns amigos. Eu era uma grande fã”, disse Phoebe, de 26 anos. “Ele se referiu a um cômodo em sua casa como ‘quarto do estupro’, eu pensei era apenas seu horrível senso de humor de garoto da fraternidade. Eu parei de ser fã. Eu estou do lado de todas as pessoas que se pronunciaram”.

Confira o artigo completo da Rolling Stone.

Foto: Jon Kopaloff via Getty Images

 

You may also read!

Feira de São Joaquim recebe vacinação contra Covid-19 nesta quinta (2)

Foto: Jefferson Peixoto/Secom O Vacina em Movimento, projeto itinerante de vacinação contra a Covid-19 em Salvador, está presente na

Read More...

Casa da Mulher Brasileira será implantada em Salvador

Foto: Betto Jr./Secom A Casa da Mulher Brasileira, centro que acolherá diversos serviços de atenção à mulher vítima de

Read More...

Terreiro promove festival cultural na região de Cajazeiras

Nos próximos dias 10 a 12, a partir das 10h, acontecerá de forma gratuita mais uma edição do Sòkpè

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu