Atletas da Prefeitura se destacam no Campeonato Baiano de Ginástica

In Esporte On

Fotos: Jefferson Peixoto/Secom

Três atletas da seleção de ginástica rítmica, da Secretaria de Promoção Social, Combate à Pobreza, Esporte e Lazer (Sempre), chegaram ao pódio no Circuito Baiano de Ginástica, realizado no fim de outubro passado. Na competição, realizada pela Federação Bahiana de Ginástica, Maria Eduarda Passinho, 12 anos, alcançou o segundo lugar na categoria infantil, com mãos livres.

Já a atleta Mirela Moreira, 18 anos, chegou ao terceiro lugar na categoria adulto, com o aparelho bola. Por fim, a ginasta Maria Eduarda Casaes, 14 anos, alcançou o terceiro lugar, também com o aparelho bola, mas na categoria juvenil.

As conquistas da equipe reforçam a importância do esporte, como vetor de transformação social e contribuem para inspirar outras meninas, que almejam a carreira de ginasta. Atualmente, dez atletas fazem parte do grupo de alto desempenho da Sempre

Mirela, atleta desde os quatro anos, tem alcançado bons resultados no esporte representando Salvador. Em 2019, por exemplo, ela conseguiu o primeiro lugar no aparelho arco e segundo lugar no aparelho bola, no Torneio Regional de Ginástica Rítmica, promovido pela Confederação Brasileira de Ginástica (CBG). No torneio geral alcançou ainda o posto de vice-campeã.

Ela afirma que a beleza do esporte não está apenas na vitória, mas nas vivências que adquire com a equipe, ao participar das competições. “São várias as experiências que temos durante as competições e nesse processo crescemos juntas. Crescemos no tapete, compartilhamos técnicas, é maravilhoso. Quando trazemos uma vitória para o grupo, junto vem também a motivação da equipe. Elas são como minha família”, contou.

Participar do campeonato foi um momento marcante para Maria Eduarda Passinho. Ela contou que os desafios superados até chegar à segunda colação fazem com que se sinta vitoriosa. “Fiquei bastante surpresa quando soube que conquistei o segundo lugar. As pessoas acham que só vale chegar em primeiro, mas quem está lutando todos os dias, se dedicando, sabe o quanto nos esforçamos. A menina que ficou em primeiro lugar é minha amiga e quando recebemos a notícia ficamos felizes, não importa a colocação. O que vale é a amizade”, afirmou.

Maria Eduarda Casaes destacou que a ginástica rítmica a atrai pelos movimentos, dança e flexibilidade e que irá se empenhar para ser inspiração em Salvador. “É um esporte muito gracioso e maravilhoso de se praticar. Meu sonho era me apresentar com o aparelho bola e fiquei muito feliz em chegar ao terceiro lugar. Muitas meninas às vezes não se reconhecem em nenhum esporte. Sinto que com meu exemplo posso motivá-las”, pontuou.

Próxima etapa – Nos dias 13 e 14 de novembro, as ginastas vão disputar a segunda fase da competição, que está ocorrendo em formato híbrido. A equipe treina às segundas, terças e quintas-feiras no ginásio do Subúrbio 360, em Coutos. Durante os encontros, elas treinam com bola, arco, fita, massas e cordas, sempre focando em usar os aparelhos que serão avaliados no próximo campeonato.

Pensando no futuro – O projeto de ginástica rítmica, ofertado por meio da Prefeitura, beneficia não apenas a equipe da seleção, mas também promove a iniciação esportiva na Escola Municipal Senhor do Bonfim, em Terezinha, e no Cmei Nossa Senhora das Graças, situado na Cidade Baixa. Nas unidades são beneficiadas 100 e 55 crianças, respectivamente.

A professora de ginástica rítmica Neidijane Rios, responsável pela iniciação esportiva, destacou que através da prática são lapidados diversos aspectos das atletas, a exemplo da disciplina, autoestima, autocuidado e companheirismo. Ela destacou ainda que a modalidade é pensada em longo prazo e que é preciso fazer os encaminhamentos e processos pedagógicos, para que os resultados sejam colhidos, posteriormente, na categoria adulto.

“O esporte não é simplesmente realizar movimentos. A medalha e o pódio são a consequência do trabalho. É uma construção até chegar ao reconhecimento. Hoje elas estão sendo ginastas, mas no futuro vão contribuir de forma positiva para a sociedade”, pontuou.

A expectativa é que em dezembro a Sempre promova um festival on-line, para encerramento das atividades. Na ocasião, serão realizadas apresentações da equipe da seleção para as meninas da iniciação esportiva, para integração dos grupos, além de outras atividades.

You may also read!

Feira de São Joaquim recebe vacinação contra Covid-19 nesta quinta (2)

Foto: Jefferson Peixoto/Secom O Vacina em Movimento, projeto itinerante de vacinação contra a Covid-19 em Salvador, está presente na

Read More...

Casa da Mulher Brasileira será implantada em Salvador

Foto: Betto Jr./Secom A Casa da Mulher Brasileira, centro que acolherá diversos serviços de atenção à mulher vítima de

Read More...

Terreiro promove festival cultural na região de Cajazeiras

Nos próximos dias 10 a 12, a partir das 10h, acontecerá de forma gratuita mais uma edição do Sòkpè

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu