BRASIL SEM CIÊNCIA, POVO SEM PACIÊNCIA

In Brasil On

O Ministério da Ciência, Tecnologia e Informação vai deixar de receber R$ 565,6 milhões que iriam para a principal fonte de fomento à pesquisa no país, o Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FNDCT). Inicialmente, a pasta teria à disposição R$ 655,4 milhões no fundo. Mas 86,3% do valor previsto foi congelado, restando R$ 89,8 milhões. A mudança foi autorizada pelo Congresso, diante de um pedido do Ministério da Economia para mudar o projeto de lei que havia criado o crédito complementar para o FNDCT.

O ministro da Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes, afirmou ontem, em Campinas, que foi “pego de surpresa” pela decisão e quase deixou o cargo ao ser informado do congelamento, na quinta-feira.

Com o congelamento, há espaço para, com outras fontes de recurso, distribuir verbas a outros ministérios. O governo poderá descongelar o valor previsto inicialmente para o fundo. Entidades científicas afirmam que a medida pode prejudicar a pesquisa no país, afetando a concessão de bolsas pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e manutenção de institutos. Em nota ao presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), oito instituições dizem que “a manobra do Ministério da Economia afronta a ciência nacional”.

You may also read!

É falso que vacina tenha qualquer relação com a AIDS

Após o presidente Jair Bolsonaro compartilhar em live que a vacina contra COVID-19 têm acarretado o desenvolvimento da Síndrome da

Read More...

Cátedra abre 25 vagas para jovem aprendiz em Itabuna

A Cátedra, agência completa de RH para atração, seleção e capacitação de talentos, informa a abertura de 25 vagas

Read More...

Centro do Empreendedor Municipal retoma atendimentos presenciais

Fotos: Otávio Santos/Secom Com o avanço da vacinação, a baixa no número de casos de Covid-19 e a retomada

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu