WSL – Ryan Callinan rouba a cena e faz a melhor apresentação em Newcastle.

In Esporte, Surf On

Depois de três meses de competições paradas, o surfe profissional voltou para a água em Newcastle, em condições muito inferiores ao que a previsão nos fazia acreditar.

Nas primeiras baterias os surfistas ficaram mais no meio da praia, surfando na maioria das vezes esquerdas. Em um determinado momento os eles foram mais para a direita, mais para o lado das pedras e começaram a surfar apenas direitas, o mar estava difícil e os melhores surfistas do mundo suaram nas gélidas aguas de Newcastle para tentar driblar as condições enfadonhas, ao menos para nós que assistíamos.

 
Yago Dora | Foto: Simon Williams

Com o mar balançado, a galera que começou mais no meio da praia recorreu aos aéreos, Yago e Ítalo passaram usando esse recurso, John John usou a borda e fez a segunda melhor somatória do dia, Gabriel fez uma bateria tensa e pífia, talvez tenha pego o pior momento de um mar que foi ruim o dia todo, passou sua bateria em segundo, com uma vantagem frágil que poderia ser facilmente superada o tempo todo, ele correu o risco de cair para a repescagem até soar a sirene. Crosby, o irmão do Griffin, foi o grande vencedor dessa bateria.

Algumas baterias depois Owen saiu do mar decepcionado, faltando um minuto para o final, naquelas condições, com esse tempo ele poderia pegar mais uma onda, más o dia não parecia ser favorável a ele. Owen perdeu para um Peterson Crisanto que em momento nenhum teve sua liderança ameaçada, e também para o goofy brasileiro Alex Ribeiro, que alternava o dissabor da repescagem com Owen. Em outra bateria Ethan Ewing apresentou toda elegância, beleza e sutileza digna de do rei do estilo Tom Curren, mesmo em condições pífias ele imprimia o mais belo estilo do tour, passando sua bateria na primeira colocação sem maiores esforços, em um confronto que Julian Wilson foi para a repescagem mesmo tendo feito a melhor nota da bateria, faltou ao Julian regularidade.

 
Ryan Callinan | Foto: WSL

O que faltou ao Julian, sobrou para o Ryan Callinan, ele fez o melhor surfe, a melhor nota e a melhor somatória do dia, 15.26, superando os 14.56 que John John Florence havia feito na terceira bateria. O local atropelou dois jovens promissores e avançou direto para o terceiro round, Griffiin avançou em segundo e Fioravanti vai tentar a sorte na repescagem que tira apenas quatro surfistas da competição.

Se pudéssemos resumir o primeiro dia de Newcastle em uma única palavra seria “morno”, foi um dia sem emoções e com ondas ruins. Provavelmente o campeonato vai parar até terça, lá na Austrália, segunda para nós aqui no Brasil.

O primeiro dia de competições não apresentou nenhuma novidade, além do fato de Gabriel Medina ter passado apenas em segundo, Julian Wilson, Owen Wright e Adriano de Souza terem ido para a repescagem.

Dos brasileiros, Deivid Silva, Filipe Toledo, Yago Dora, Gabriel Medina, Ítalo Ferreira, Peterson Crisanto, Alex Ribeiro, Miguel Pupo e Caio Ibelli, avançaram direto para o terceiro round. Jadson André e Adriano de Souza foram para a repescagem, onde encontrarão outros nomes de peso como Owen e Julian.

Fiquem atentos às chamadas todos os dias às 17hs, contudo, provavelmente só na segunda teremos a continuidade da competição, espero que o swell encaixe realmente, para termos mais emoção e um melhor nível de surfe.

Aloha!

You may also read!

CBSURF: Onze de quinze Federações exigem Assembleia Geral para a Confederação Brasileira de Surfe

A novela que se tornou a CBSurf vem escravizando nossas mentes e abusando de nossa tolerância desde que descobriu-se

Read More...

WSL: Ítalo vence voando em Newcastle e assume a liderança do ranking

A Liga Mundial de Surfe se esforçou para realizar e realizou com sucesso o segundo evento da elite do

Read More...

Imunização contra gripe começa nesta segunda em Salvador

A vacinação contra a gripe em Salvador começa hoje (12), a partir das 8h. A campanha será dividida em

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu