Bahia mantém liderança na geração de energia por fonte renováveis

In Tecnologia On

Por dois anos consecutivos, a Bahia é líder na geração de energia a partir das fontes solar e eólica no Brasil. De acordo com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE), após analisar dados da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), em 2020 a energia gerada pelos empreendimentos de eólica e solar na Bahia equivalem a 25% da energia gerada pelas usinas de Itaipu e Angra I e II. O Governo do Estado, através da SDE, tem empenhado os melhores esforços para viabilizar a implantação de complexos renováveis.

“Temos um potencial energético espetacular. A Bahia é destaque nacional na geração de energia solar e eólica e nós estamos, como Governo do Estado, prontos para oferecer apoio institucional para licenciamento ambiental e regularização de áreas. As energias renováveis proporcionam a redução das desigualdades sociais nos municípios, em especial no semiárido, contribuindo com o ICMS das cidades, além de gerar emprego e renda para o povo baiano”, afirma o vice-governador João Leão, secretário da pasta.

Em 2020, a Bahia liderou nacionalmente tanto a geração de energia eólica (29,5%), quanto solar (32%), gerando respectivamente, no ano, um total de 16,4 Terawatts/hora (TW/h) e 1,8 TW/h em energia. Os dados constam do Informe Executivo de Energias Renováveis de dezembro, divulgados nesta sexta-feira (24), pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE).

Eólica 

Os 185 parques eólicos, em funcionamento em 20 municípios, já investiram mais de R$ 18,6 bilhões e criaram mais de 51 mil empregos diretos na fase de construção dos complexos, que tem 4,6 megawatts (MW) de capacidade instalada e mais de 1,3 mil aerogeradores em operação.

Os 126 parques, em construção e com construção prestes a se iniciar, têm capacidade instalada de 3,6 GW. A previsão é que, juntos, possam injetar R$ 13 bilhões em investimentos no estado até 2026 e gerem 54,6 mil empregos diretos e indiretos. Com as novas usinas, a Bahia pode alcançar 8,2 GW de potência instalada em eólica.

Solar 

São 29 parques fotovoltaicos em operação, com 777 MW de capacidade instalada e mais de 3 milhões de módulos fotovoltaicos, onde já foram investidos R$ 3,8 bilhões em sete municípios, onde foram gerados mais de 10 mil empregos diretos na fase de construção dos parques.

Até 2026, os 60 parques em construção e com construção prestes a se iniciar devem investir R$ 8,1 bilhões e gerar 28 mil empregos diretos na fase de construção dos complexos. A previsão é que eles incluam na rede elétrica 2,2 MW, fazendo a Bahia alcançar 2,9 MW de capacidade instalada.

foto: Manu Dias SECOM/GOVBA

You may also read!

Após falas homfóbicas, Maurício Souza tem contrato encerrado por time

Até então atleta do Minas Tênis Clube, Maurício Souza tem contrato rescindido pelo time nesta quarta-feira (27). Decisão foi

Read More...

Limpeza no mar celebra o Dia da Baía de Todos-os-Santos

Foto: Igor Santos/Secom Na próxima segunda-feira (1°), Dia da Baía de Todos-os-Santos, a Prefeitura, através da Empresa de Limpeza

Read More...

Projeto foca na redução da mortalidade materna em Salvador

Foto: Jefferson Peixoto/Secom Para reduzir a morbimortalidade (doenças e mortalidade) materna em Salvador, a Prefeitura, através da Secretaria Municipal

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu