Em plebiscito povo Chileno diz NÃO aconstituição do mal

In Mundo On

Em plebiscito realizado no último domingo, (25), a maior parte dos chilenos decidiram que o país deverá ter uma nova Constituição da República.

Até 22h50 do domingo, 85% das urnas já haviam sido apuradas e os resultados apontavam 78% dos votos como favoráveis a uma nova Carta Magna, segundo apurou o site Poder 360.

Em vídeo publicado em uma rede social, o presidente do Chile, Sebastian Piñera, disse que a democracia do país “se fortaleceu graças à participação cidadã”.

[VIVO] Nuestra democracia se fortaleció gracias a la participación ciudadana. Hoy nuestro deber será seguir construyendo un país mejor https://t.co/Uh2VaPiPke

— Sebastian Piñera (@sebastianpinera) October 26, 2020

Depois de encerrado o período de votação, centenas de manifestantes foram à Praça Itália, na capital, Santiago, para aguardar o resultado.

Constituição 1980

O texto atual, de 1980, foi elaborado ainda na ditadura militar de Augusto Pinochet (1973-1990). É visto por grande parte da população como base das desigualdades do país, por promover a privatização dos serviços básicos.

Entre outras reivindicações, os chilenos questionam a desigualdade entre as redes pública e privada de assistência. Enquanto a 1ª se encarrega de 3/4 da população, a 2ª é reservada a 1/4 dos chilenos —, os mais ricos.

O pleito deste domingo, (25), ocorreu pouco mais de 1 ano depois do início dos protestos por mais igualdade social no Chile. As manifestações foram despertadas inicialmente pelo aumento da tarifa do metrô.

O coeficiente de Gini, indicador que mede a desigualdade, aponta que ela no Chile, em 2017, foi de  0,45, em comparação a 0,39 em Argentina e Uruguai, 0,51 na Colômbia, 0,50 no México e 0,54 no Brasil –o mais desigual da América Latina. O indicador varia de 0 a 1. Quanto mais elevado, maior a desigualdade registrada.

O texto da nova Constituição, que deverá estar pronta em no máximo 1 ano, será ratificado em outro referendo, este com voto obrigatório.

Processo

O plebiscito deste domingo (20.out) foi realizado com voto voluntário. Trata-se, no entanto, de 1 processo que ainda terá muitas fases.

A consulta realizada incluía duas questões:

O eleitor deveria decidir aprovar ou rejeitar a redação de uma Nova Constituição;O eleitor tinha de escolher o mecanismo pelo qual a nova Constituição seria elaborada: Convenção Constitucional (155 membros eleitos pelos cidadãos), ou Convenção Constitucional Mista (172 membros, divididos igualmente: 86 eleitos pelos cidadãos e 86 parlamentares titulares, eleito pelo Congresso Plenário).

Depois de no máximo 30 dias do plebiscito, o Tricel (Tribunal de Qualificação Eleitoral) determinará se o pedido de uma Nova Constituição e o mecanismo escolhido foram aprovados ou rejeitados. Se a chamada for rejeitada, o processo termina.

Caso seja aprovado, o mecanismo com mais votos (Convenção Constitucional ou Convenção Constitucional Mista) continua.

O Tricel tem 5 dias para comunicar oficialmente a decisão ao presidente Sebastian Piñera. O mandatário convocará a eleição de delegados.

You may also read!

Incêndio atinge fábrica de vaciba para o COVID-19 na Índia

Um incêndio atingiu hoje (21) uma das maiores produtoras mundial de vacinas, uma fábrica da Serum Institute da Índia.

Read More...

Com embaixadores, Rui Costa busca atrair nova indústria automobilística e mais oportunidades para a Bahia

O governador da Bahia, Rui Costa, está numa agenda propositiva frente aos impactos que o fechamento da montadora Ford

Read More...

Corpo decasal de estudantes que viajava de Brasilia para Sobral, é encontrado na Bahia

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) encontrou, por volta das 12h40 desta segunda-feira (18), um carro com os corpos do

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu