CULTURA- O RETROCESSO DISFARÇADO

In Política On

O secretário de Cultura, Mario Frias, avisou ao presidente da Academia Brasileira de Cinema, Jorge Pellegrino, que quer intervir na escolha do filme brasileiro candidato ao Oscar de 2021 e que a obra eleita seja alinhada ao governo de Jair Bolsonaro.

A informação foi divulgada pelo colunista Lauro Jardim, do O Globo. Frias disse a Pellegrino que não poderia se repetir o que ocorreu neste ano, quando o documentário “Democracia em vertigem”, de Petra Costa, foi o escolhido.

No entanto, a inscrição do filme de Petra chegou ao Oscar pela Netflix. Ainda segundo a coluna, a Academia Brasileira de Cinema recebeu uma carta da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood chancelando que somente a entidade é a responsável pela indicação do filme brasileiro — e que o governo brasileiro nada tem a ver com esse assunto.

You may also read!

É falso que vacina tenha qualquer relação com a AIDS

Após o presidente Jair Bolsonaro compartilhar em live que a vacina contra COVID-19 têm acarretado o desenvolvimento da Síndrome da

Read More...

Cátedra abre 25 vagas para jovem aprendiz em Itabuna

A Cátedra, agência completa de RH para atração, seleção e capacitação de talentos, informa a abertura de 25 vagas

Read More...

Centro do Empreendedor Municipal retoma atendimentos presenciais

Fotos: Otávio Santos/Secom Com o avanço da vacinação, a baixa no número de casos de Covid-19 e a retomada

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu