Dilma alerta que o Judiciário não pode ser usado de forma politica

In Política On
- Updated

Para a ex-presidente Dilma Roussef (PT), o Judiciário não pode ser usado para perseguir adversários políticos, “escolhidos como alvo fácil ao bel-prazer por agentes do Estado”. A declaração de Dilma, em nota, foi em resposta a publicação na coluna de Mônica Bergamo, do jornal Folha de S.Paulo, que indica que o procurador Deltan Dellagnol planejou prejudicar o senador Jaques Wagner (PT), por motivação política.

Conforme Dilma, “a imparcialidade da Justiça é princípio básico do Estado Democrático de Direito o qual fundamenta que todos somos iguais perante a lei e quebrá-lo instaura o estado de exceção persecutório que atinge a todos os cidadãos”.

Mais além, ela presta solidariedade ao senador, que em sua visão é mais uma vítima de perseguição indevida. “Que reforça nossa convicção de que a conduta de Sérgio Moro, Deltan Dellagnol e alguns procuradores da é razão suficiente para anular processos e condenações forjadas com a máquina de mentiras da Lava Jato”, disparou.

You may also read!

Ilhéus recebe R$ 700 mil de emenda do deputado Paulo Magalhães para obras de infraestrutura

Na terça-feira (4), o município de Ilhéus foi contemplado com uma emenda no valor de R$ 700 mil para

Read More...

Ilheus recebe a visita do governador para inauguração da BA-001

O prefeito Mário Alexandre e o governador Rui Costa realizaram uma vistoria final e entregaram na manhã desta quinta-feira

Read More...

Novo decreto do governo da Bahia libera bares , bebida e aulas semipresenciais

As unidades de ensino, públicas e particulares, de Salvador podem retomar as atividades de forma semipresencial. Considerando que a

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu