FAB quer reviver bons tempos da Velocidade na Terra

In Esporte On
- Updated

O Motocross viveu grande destaque em Salvador na década de 80, quando atraia grandes públicos para as disputas que aconteciam na Pista do Costa Verde, na Avenida Orlando Gomes. Naquele tempo, as provas de Motocross eram alguns dos principais programas para depois da praia, atraindo grande público para a Avenida.


A Velocidade na Terra teve seus anos de gloria um pouco depois, começou a ser disputada no final dos anos 90 e reunia grande público, quando começou a disputa oficial do Campeonato Baiano em 2000, chegando a rivalizar com os BaVis da época. Os mais apaixonados, faziam um esforço à mais para curtir os dois programas no mesmo dia.
O Motocross, entre os seus ídolos daquela época, teve Gerson Almeida; José Carlos, o Dingo; os irmãos Cláudio, Marcos e Marconi Cortes, o Coni; Jacaré; Domingos; Dimas; Emanuel; Bráulio, de Praia do Forte; João Reis; Miguel; Vladmir, de Terra Nova; Gilson Mota; Bacalhau; Nacib e Jurandí, de Alagoinhas.
Já a Velocidade na Terra, perdeu alguns de seus ídolos como Erinaldo Matias (33), o Pernambuco; Aureliano Campos (31), o Lelo Bala; Ademir Shons (20), o Alemão; Zé Ilton (67); Nenevaldo Rastelli (17); Cancão de Fogo (40), Adilson Tico (64), da Emite, que já faleceram, mas o espetáculo está garantido com a renovação da categoria.
As modalidades, também, vivem momentos distintos. Apesar de não ter mais disputas na capital, o Motocross cresceu e segue forte no interior do Estado. A prova será a sexta da competição, que pode ter mais uma etapa até o final do ano, totalizando sete, para serem definidos os campeões. Grande destaque da prova é a renovação, tendo categorias de crianças e, também, acima de 50 anos, que serve como guia de limite técnico e conduta para todos os pilotos.
Depois de 17 anos ininterruptos de disputa, o Campeonato Baiano de Velocidade na Terra parou em 2017 e o Festival da Terra, que marca o retorno da modalidade, terá a fiscalização da Federação de Automobilismo da Bahia com supervisão da Confederação Brasileira de Automobilismo. A intenção do Clube de Automobilismo da Bahia é se reorganizar, a partir desta competição, e retornar com o Campeonato Baiano a partir do ano que vem.

You may also read!

Transporte coletivo intermunicipal é liberado em 303 municípios baianos

Cidades inseridas em macrorregiões de saúde que apresentaram redução na taxa de contaminação e de ocupação de leitos para

Read More...

ELES PASSARAM A BOIADA, E AGORA INVENTARAM OUTRA MENTIRA

Ao lado do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, e do deputado estadual (PSL-SP) Frederico D’Ávila, o presidente Jair

Read More...

Justiça Militar ignora congelamento e prevê R$ 2 milhões para novos cargos

A Justiça Militar ignorou o impedimento de contratação de novos servidores, previsto na lei complementar 173, e incluiu a

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu