Amadeu sai e Geninho chega com a missão de salvar o Leão

In Esporte, Futebol On
- Updated

O técnico Carlos Amadeu se despediu melancolicamente no último dia 18. Sem uma explicação convincente e apenas com  uma publicação nas redes sociais. Segundo o treinador, ele foi avisado do desligamento após desembarcar em Salvador. Ele não resistiu à derrota para o São Bento ontem (17), em Sorocaba, por 2 a 0, time que ocupava a lanterna da Série B.

“Foram nove jogos, com três triunfos, quatro empates e apenas duas derrotas, alcançando um aproveitamento de 48% (que hoje colocaria o Vitória entre os dez primeiros na tabela da Série B). Como falei, foi um período curto, mas que fizemos o nosso melhor todos os dias. Obrigado ao clube pela oportunidade e à torcida pelo apoio sempre que estive à beira do gramado”, declarou o treinador.

Com a saída de Amadeu, quem chega para tentar salvar o rubro-negro é o velho e conhecido Geninho. Campeão brasileiro em 2001 com o Atlhetico Paranaense, Geninho assume o Leão após a demissão de Carlos Amadeu. O anúncio foi feito pelo presidente Paulo Carneiro através do Twitter nesta quinta-feira (19).

Paulo Carneiro@pauloscarneiro

Geninho, campeão brasileiro, advogado, ex-atleta do Vitoria e com passagens relevantes em grandes clubes brasileiros é pela 4a vez( salvo engano) o treinador do Vitoria.Em 2018 foi campeão catarinense e comandou o acesso do clube a 1a Divisão.
Seja bem vindo meu amigo Eugenio.

85 pessoas estão falando sobre isso
Neste ano, Geninho esteve à frente do Avaí até ser demitido em junho, após nove rodadas da Série A do Campeonato Brasileiro. No entanto, no ano anterior foi ele quem conduziu o time catarinense ao acesso na Série B.

Será a quarta passagem de Geninho pelo Vitória. O treinador de 71 anos trabalhou na Toca do Leão nos anos de 1994, 1995, 1998 e, mais recentemente, em 2011.

Em 2018, Geninho assumiu o Avaí na segunda rodada e terminou o campeonato na terceira colocação, com 61 pontos, em campanha que teve com ele 16 vitórias, 13 empates e 8 derrotas. Experiente, o treinador tem 35 anos de carreira e já rodou o Brasil. Santos, Bahia, Ponte Preta, Juventude, Atlético Mineiro, Corinthians e Vasco contaram com seus serviços. No Nordeste, passou, além da dupla Ba-Vi, por Sport, Náutico, Ceará e ABC.

O Vitória é o 15º colocado na Série B, com 24 pontos. Como a 23ª rodada ainda está em andamento, o time pode cair até 18º, na pior das hipóteses, e entrar na zona de rebaixamento antes do novo treinador estrear, dia 24, contra o Atlético Goianiense, na Fonte Nova.

Caso resista à frente do Vitória até o final do ano, Geninho conseguirá igualar o número de jogos realizados por Marcelo Chamusca, primeiro treinador do clube no ano. Faltam 15 rodadas, com oito jogos em casa e sete fora.

Depois de Chamusca, quem ficou por mais tempo na Toca foi Osmar Loss, com 10 jogos. Os outros dois sequer chegaram à décima partida: Carlos Amadeu caiu após o nono compromisso, e Claudio Tencati durou apenas sete. Foto: Robson Mendes

You may also read!

FOR SAMA

Hoje assisticao documentário For Sama (Para Sama, em português) é o filme favorito para desbancar Democracia em Vertigem, da

Read More...

TROPA DE CHOQUE – Bolsonaristas prometem confrontar Moro no Congresso

Ao mesmo tempo em que faz acenos ao partidos do chamado Centrão, inclusive com a oferta de cargos, para

Read More...

BAHIA – ICMS cresce no primeiro trimestre de 2020, apesar do coronavírus

A redução da atividade econômica por força das medidas de isolamento social para combater o coronavírus ainda não apresentou

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu