Se aproveita “quase tudo” do lixo da cidade

In Cidade On
- Updated
A Cidade do Clima que Salvador ganhou durante esta semana, montada no Salvador Hall (Paralela), é um exemplo de ações sustentáveis. Também não poderia ser diferente, já que o espaço sedia, até sexta-feira (23), a Semana do Clima organizada pela ONU e pela Prefeitura. Uma das preocupações do local é o destino correto dado ao lixo.

São 100 coletores serão distribuídos em diversos pontos, para que os participantes possam destinar corretamente seus resíduos secos e úmidos. Todo o material reciclável, como plástico, alumínio, vidro, papel e papelão, será recolhido pela Cooperativa de Catadores Agentes Ecológicos de Canabrava (CAEC), que fará a comercialização deste material para a indústria, gerando renda para 75 famílias.

Já as lonas, utilizadas na publicidade do evento, serão destinadas para o Mercado Iaô e Associação Fábrica Cultural, que fomentam a produção artesanal na Península de Itapagipe. Lá, o material será reaproveitado para a produção de bolsas, sacolas e carteiras, beneficiando 2.500 artesãos.

Compostagem – Os resíduos orgânicos provenientes da praça de alimentação e do coffee break serão coletados e destinados à compostagem, processo que transforma restos de alimentos em húmus, composto que será utilizado na horta do terraço do Salvador Shopping. As hortaliças cultivadas com esse composto retornam para os restaurantes do shopping, fazendo parte das opções de pratos para os clientes.

Coleta seletiva – Salvador já realiza o reaproveitamento dos resíduos sólidos por meio da disponibilização de Pontos de Entrega Voluntária (PEV), possibilitando à população depositar materiais recicláveis em pontos estratégicos, como papel, papelão, vidro, metal e plástico. O material reciclável é recolhido pela Empresa de Limpeza Urbana de Salvador (Limpurb), que o encaminha para as cooperativas cadastradas.

A ação faz parte do Programa de Coleta Seletiva, lançado pela Prefeitura em 2015 e gerido pela Secretaria de Sustentabilidade, Inovação e Resiliência (Secis). Atualmente, a cidade conta com 65 equipamentos, com capacidade de até 2,5 m³ cada, distribuídos por 50 bairros. A coleta é feita de segunda a sábado e a média mensal de material coletado é de 35 toneladas.

Além dos pontos de entrega, a Secis conta com o site Coleta Seletiva Salvador (disponível também em aplicativo), que mapeia os locais onde o cidadão pode depositar, de maneira consciente, resíduos específicos, como da construção civil, eletrônicos, medicamentos, óleo de cozinha, papeis e jornais, pilhas e baterias.

Foto: Bruno Concha

You may also read!

A Bahia está á feente da discussão das cirurgias bariatricas e da obesidade na Câmara dos deputadoss

O aumento da obesidade no Brasil, das doenças associadas e a ampliação do acesso à cirurgia bariátrica e metabólica

Read More...

AGRESSIVO – Bolsonaro ataca Macron, Cuba e Venezuela

O presidente Jair Bolsonaro fez duras críticas ao socialismo, aos governos anteriores do PT e aos países estrangeiros que

Read More...

Dupla é presa ao anunciar falsos imóveis pela internet

Apresentando-se como corretora de imóveis, a estelionatária Rosimeire Cruz Casaes, de 49 anos, foi presa, na segunda-feira (23), pela

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu