Bolsonaro desembarca na Bahia e assessor não esquece o colete à prova de balas

In Bahia On
- Updated

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta terça-feira (23) em evento em Vitória da Conquista, no sudoeste da Bahia, que ama o Nordeste. A declaração foi dada durante a cerimônia de inauguração do Aeroporto Glauber Rocha, sem a presença do governador Rui Costa, proponente da cerimônia.

A viagem do presidente é a segunda ao Nordeste desde que ele tomou posse, e a primeira após a polêmica causada por declaração dele sobre governadores da região. Em conversa informal com o ministro Onyx Lorenzoni na última sexta-feira (19), o presidente afirmou que “daqueles governadores de ‘paraíba’, o pior é o do Maranhão”.

A rejeição ao governo começa a tomar forma. Recentemente o ministro da Educação,  Weintraub foi rechaçado em Belém.  O presidente Bolsonaro foi vaiado no Maracanã na final da Copa América. Agora está na Bahia numa cerimônia hermeticamente fechada para não ser hostilizado. Alguns afirmam que “daqui a pouco não consegue nem sair do Palácio.”

O que chama atenção é o forte esquema de segurança montado pelo cerimonial da presidência da república. Ao descer do avião presidencial, podemos ver um dos seus assessores segurando um colete à prova de balas. O aeroporto foi todo cercado por tapumes, o que impedia que os populares pudessem ter acesso, e não pudessem ver o interior  do equipamento que tem o registro civil em nome do estado da Bahia.

Os populares, escolhidos a dedo pelo prefeito de Vitória da Conquista, Hérzem Gusmão (MDB), apenas apoiadores do presidente estiveram presentes ao evento. Bolsonaro jogou para sua torcida. Ele sabe que teve apenas 17% dos votos dos baianos, vencendo apenas em quatro municípios dos quatrocentos e quatorze  da Bahia. Inclusive,  o candidato Bolsonaro perdeu em Conquista.

Cercado por deputados ligados ao seu partido, o presidente chegou a caminhar em direção ao estacionamento, cercado que limitava os “convidados” do prefeito do lado de fora do aeroporto.

Já o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM),  que também participou da cerimônia foi flagrado em diálogo com o presidente, chamando alguém de “recalcado e raivoso”. Bolsonaro deu um recado a ACM Neto. “Chamo de garoto porque você é muito mais novo que eu. Mais na frente, se Deus quiser, você ocupará a honrosa cadeia que ocupo”, discursou o presidente.

O presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, Nelson Leal (PP), também informou que não participaria da cerimônia em solidariedade à decisão de Costa. Além deles, a filha do cineasta baiano que dá nome ao terminal, Paloma Rocha, se recusou a ir ao evento.

Talvez o presidente não conheça muito bem a realidade da Bahia. No seu discurso ele mais uma vez exaltou o seu lado ideológico. O presidente disse lamentar que o governador Rui Costa não estivesse no evento e que não tem preconceitos em relação a partidos, mas que não aceitava quem quiser “impor a nós o socialismo ou o comunismo”.

O governo Bolsonaro passa por um momento de extrema rejeição, com índices muito baixos de popularidade. Nos seus 200 dias de governo, nunca na história do Brasil um presidente foi tão mal avaliado. Será que foi por isso que ele não esqueceu de trazer o colete à prova de balas? O medo tem dessas coisas !

You may also read!

A Bahia está á feente da discussão das cirurgias bariatricas e da obesidade na Câmara dos deputadoss

O aumento da obesidade no Brasil, das doenças associadas e a ampliação do acesso à cirurgia bariátrica e metabólica

Read More...

AGRESSIVO – Bolsonaro ataca Macron, Cuba e Venezuela

O presidente Jair Bolsonaro fez duras críticas ao socialismo, aos governos anteriores do PT e aos países estrangeiros que

Read More...

Dupla é presa ao anunciar falsos imóveis pela internet

Apresentando-se como corretora de imóveis, a estelionatária Rosimeire Cruz Casaes, de 49 anos, foi presa, na segunda-feira (23), pela

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu