OFF é diferente de ANONIMATO – “Nós sabemos o que vocês fizeram no verão passado”

In Artigos On
- Updated
Cesar Marques – Jornalista

Então vai lá no Artigo 5° da Constituição Federal do Brasil e procure saber sobre a relação da fonte com a imprensa. Se informe sobre o código de ética do jornalismo e sobre a preservação do off.

Não fale sobre o que você não sabe !
O off para um jornalista, que tem compromisso com a sua profissão e à verdade, é sagrado.
A diferença entre nós (jornalistas) e vocês que se “acham jornalistas”, por que estão com um celular nas mãos, é que nós temos compromisso
com a verdade , e nossa vidas dependem disso.
O jornalismo está vivo e o The Intecept e os jornalistas coordenados por Gleen Greenwald nos mostrou isso. A Lava Jato não é uma entidade e não tem personalidade. Não é um agente público e não está travestida de super herói.
Fatos graves e de interesse público foram denunciados, e existem provas materiais sobre esse assunto.
O fato de alguém ter infligido à lei na captura das mensagens que foram divulgadas para todo o Brasil, não anula à importância que elas tem para os brasileiro e par o cumprimento da lei no país. Essas mensagens são de interesse público e a veracidade delas foi confirmada pelo atores envolvidos e está confirmada. Não se pode simplesmente bater à porta na cara da verdade e fazer de conta que ela não existe.
Podemos dar o exemplo dos telejornais que fazem reportagens infinitas com vazamento de informações privilegiadas. Isso  também é crime. Uma vez que um agente público compartilhou informações que estavam em segredo de justiça e foram compartilhadas com veículos de comunicação. E nunca vimos nem um ente público questionando a legalidade disso.
Um ex-presidente da república e uma presidenta em exercício foram grampeados ilegalmente, e o teor de uma conversa privada foi divulgada para a maior rede de Tv do Brasil. Não existe crime maior e crime menor. Crime é crime.
Nossa consciência pode ser seletiva, mas à justiça não pode.
É preciso separar a paixão da realidade. E nesse momento à realidade grita para todos os brasileiros. Irregularidades foram cometidas e narrativa não pode ser alterada.
A diferença entre um jornalista que assegura o off para sua fonte, para um cidadão comum que está  com um celular nas mãos, é que nossa vida depende do que falamos e escrevemos. Temos a certeza que a integridade física de nossas fontes dependem do nosso silêncio.
O jornalista não deveria faltar com à verdade, já que ele vive de contar histórias. Já vocês que vivem de likes and posts , precisam ter cuidado com o ódio do universo paralelo das redes sociais em um ecossistema chamado internet.
Off é diferente de anonimato.
“Nós temos os fatos, vocês não tem nada”. Conhecemos nossos inimigos e sabemos com que estamos lutando. A diferença, é que “nós sabemos o que vocês fizeram no verão passado”.
Cesar Marques – Jornalista
@cezinhamarques

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

You may also read!

Racismo no surf feminino

Os olhos de Érica Prado ficam marejados diante da imensidão do mar. A moça é invadida por uma onda

Read More...

COPA AMÉRICA – Brasil goleia o Peru e se classifica em primeiro na Copa América

Cercado de incertezas após duas atuações pouco convincentes, a Seleção Brasileira fez provavelmente o seu melhor jogo pós-Copa do

Read More...

GP DA FRANÇA – Hamilton vence de ponta a ponta com nova dobradinha da Mercedes

Lewis Hamilton venceu de ponta a ponta o Grande Prêmio da França, conquistando sua quarta vitória consecutiva e a

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu