STF determina que o governador Rui Costa seja avisado da possibilidade de ser preso

In Política On
- Updated

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, determinou que o governador da Bahia Rui Costa (PT) seja avisado pessoalmente, por meio de ofício, sobre uma sentença que obriga o Estado a pagar R$ 5 mil a título de honorários advocatícios.

O despacho foi publicado no Diário Oficial de ontem (22), mas a decisão foi do último dia 16. No texto, Toffoli cita o artigo 100 da Constituição Federal (CF), que prevê que o presidente da Corte determine “o sequestro da quantia respectiva” para execução do pagamento.

O presidente do STF ainda salienta outro trecho da CF que possibilita que a União intervenha no Estado “para prover a execução de ordem ou decisão judicial”.

O governador Rui Costa ainda pode ser preso, se impedir ou frustar o pagamento determinado pela sentença. Toffoli lembra que isso configura crime de responsabilidade, punível com pena de detenção, de quinze dias a seis meses, e multa.

Caso antigo

A determinação ocorre quase um ano depois de Rui já ter sido avisado sobre o mesmo caso, por meio de ofício, depois de decisão da ministra Rosa Weber, relatora da ação no Supremo.

O processo diz respeito a uma ação cível originária que havia sido impetrada pelo governo estadual à Corte, no ano de 2009, para evitar o pagamento do honorários.

You may also read!

Transporte coletivo intermunicipal é liberado em 303 municípios baianos

Cidades inseridas em macrorregiões de saúde que apresentaram redução na taxa de contaminação e de ocupação de leitos para

Read More...

ELES PASSARAM A BOIADA, E AGORA INVENTARAM OUTRA MENTIRA

Ao lado do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, e do deputado estadual (PSL-SP) Frederico D’Ávila, o presidente Jair

Read More...

Justiça Militar ignora congelamento e prevê R$ 2 milhões para novos cargos

A Justiça Militar ignorou o impedimento de contratação de novos servidores, previsto na lei complementar 173, e incluiu a

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu