CBSk anuncia time do Brasil no World Roller Games

In Esporte, Skate On
- Updated

A Confederação Brasileira de Skate (CBSk) anunciou nesta quarta-feira a lista com os 18 atletas convocados para as disputas do Vertical e do Downhill (Speed e Luge) no World Roller Games 2019, um dos maiores eventos de esportes sobre rodas do planeta, com 11 campeonatos mundiais e chancela da World Skate. Realizada em Barcelona, na Espanha, a edição desse ano marcará a estreia do Downhill e terá as disputas de skate entre os dias 5 e 7 de julho.

Nomes como Thiago Lessa, bicampeão mundial de Downhill Speed (2016 e 2018), e Rony Gomes e Karen Jonz, últimos campeões nacionais de Vertical, defenderão o Brasil. Serão seis brasileiros nas disputas do Vertical, nove no Downhill Speed e três no Downhill Luge.

No Vertical, os selecionados para as disputas da modalidade são os melhores colocados no ranking brasileiro. Já no Downhill, o comitê dos atletas profissionais decidiu pelo ranking mundial como base para a escolha dos brasileiros convocados tanto no Speed, quanto no Luge.

Vertical

No Vertical feminino, além da paulista Karen Jonz, de 33 anos, fazem parte da delegação a também paulista Jéssica Santos, de 21 anos, campeã brasileira de Vertical em 2016 e vice em 2017, e a carioca Bia Sodré, de 24 anos, bicampeã brasileira de Banks (2010 e 2011) e quarta colocada no brasileiro de 2017.

– Eu não estava andando de half porque estava focada no park, mas voltei a andar e estou muito feliz e bem animada (para voltar a competir no Vert). Torço para que a modalidade entre na Olimpíada e eu possa representar (o Brasil) – disse a tetracampeã mundial Karen Jonz, fazendo referência aos Jogos Olímpicos que, em Tóquio, terão a estreia do skate com as modalidades Park e Street.

Karen Jonz disputando park, modalidade olímpica — Foto: Pablo Vaz

Karen Jonz disputando park, modalidade olímpica — Foto: Pablo Vaz

No masculino, o paulista Rony Gomes, de 27 anos, puxa a lista, que ainda é formada pelo paranaense Augusto Akio, de 18 anos, vice-campeão brasileiro em 2018, e pelo também paulista Ítalo Penarrubia, de 28 anos, que finalizou o nacional de Vertical em terceiro lugar no ano passado.

Downhill Speed

Além do mineiro Thiago Lessa, de 30 anos, compõem a delegação masculina de Downhill Speed o também mineiro Pepe Laporte, de 21 anos, bicampeão sul-americano (2017 e 2018) e vice mundial em 2018; os gaúchos Douglas Dalua, de 36 anos, campeão mundial e sul-americano em 2018 (ambos na categoria master), Yan Bertinati, de 22 anos, vice-campeão sul-americano em 2016 e 2018, e Tiago Mohr, de 22 anos, campeão brasileiro em 2017 e vice sul-americano em 2015 e 2017, além do paulista Fael Sabella, de 39 anos, vice-campeão sul-americano master em 2019.

– A expectativa é de muita diversão como sempre e o plano é representar o Brasil da melhor forma possível. Vai ser um evento especial. A minha preparação está mais natural esse ano, estou curtindo mais a essência do esporte. Mais perto do evento começam alguns treinos específicos. Tento evitar o desgaste ao máximo. (Por ser a primeira vez do Downhill), estou curioso sobre como vai ser o evento – comentou Thiago Lessa, líder do ranking mundial de Downhill Speed.

Thiago Lessa competindo no downhill — Foto: Owen Licop

Thiago Lessa competindo no downhill — Foto: Owen Licop

As representantes da delegação feminina serão as gaúchas Melissa Brogni, de 20 anos, pentacampeã sul-americana (2013, 2014, 2015, 2016 e 2018) e bicampeã mundial (2013 e 2014), e Vitória Mallmann, de 20 anos, tricampeã brasileira (2016, 2017 e 2018) e vice mundial em 2017, e a pernambucana Luana Chaves, de 26 anos, sexta do ranking sul-americano em 2018.

Downhill Luge

O Downhill Luge terá três representantes do Paraná: Alexandre Cerri, de 31 anos, vice-campeão sul-americano em 2015 e 2017 e campeão das Copas do Mundo de Street Luge em 2013 e de Classic Luge em 2011, Léo Borton, de 42 anos, terceiro no sul-americano em 2017, e Walter Baresi, de 34 anos, bicampeão das Copas do Mundo de Street Luge (2011 e 2017) e de Classic Luge (2013 e 2017).

– Estamos na expectativa de ter um grande evento em Barcelona, na Espanha, no World Roller Games, onde vamos estar representando o Brasil. É um dos maiores eventos depois dos X-Games, que teve o Street Luge entre as modalidades até o início dos anos 2000. Estamos realizando nosso treinamento com foco no campeonato e pretendemos melhorar nosso nível técnico e chegar bem para o World Roller Games e tentar trazer uma medalha para o País – concluiu Alexandre Cerri, atleta de uma das modalidades mais arriscadas do mundo. Informações do Globo Esporte.

You may also read!

DTE de Vitória da Conquista incinera cerca de 200 kg de drogas

Resultado de apreensões que geraram instauração de diversos inquéritos e indiciamento de dezenas de traficantes, cerca de 200 quilos

Read More...

Mercado das Sete Portas passa por desinfecção total como prevenção ao coronavírus

O Mercado Público das Sete Portas passou por uma desinfecção total, como medida preventiva ao avanço do Covid-19, nesta

Read More...

Os militares no esparro

Jolivaldo Freitas Basta ler o que se escreve nos jornais sérios, por colunistas respeitados e atinados, para se saber

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu