Mãe de atirador da Escola diz que Guilherme sofria Bullying na escola

In Brasil On
- Updated

A mãe de Guilherme Taucci, de 17 anos, um dos assassinos responsáveis pelo massacre na Escola Estadual Professor Raul Brasil, em Suzano, na Grande São Paulo, afirmou que o filho sofria bullying e esta foi a causa para ele largar os estudos.

Em rápido relato ao programa Brasil Urgente, da TV Bandeirantes, ela, que não quis se identificar, disse que não entende as razões que poderiam ter motivado o ato do filho, mesmo ciente dos problemas que o adolescente passou na escola. A mulher elogiou o comportamento do jovem: “Era um ótimo filho. Uma criança tranquila”.

Ainda de acordo com a reportagem, a mãe de Guilherme é usuária de drogas; ele foi criado pelos avós e, há cerca de um mês, a avó dele faleceu. O avô ainda é vivo e morava com o rapaz. Incomodada, ela reforçou que não sabe as causas do massacre: “Minha família é de paz, isso é muito estranho. Também quero saber por que ele fez isso”. Com informações de Veja.com.br

You may also read!

Os militares no equilíbrio político

Jolivaldo Freitas   O presidente Jair Bolsonaro não vai mais participar das manifestações em apoio ao seu governo, marcadas

Read More...

Cão adotado pela 11ª CIPM ajuda no patrulhamento diário

Adotado pelos policiais da 11ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM/Barra), Barrito, 2 anos, é o cachorro protetor das

Read More...

Rubro Negro baiano divulga lista de convocados para o confronto contra o Atlético Goianiense

O Esporte Clube Vitória volta a campo neste domingo (26), quando enfrenta o Atlético Goianiense, pela quinta rodada da

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu