Surfista é mordido na cabeça por tubarão em Fernando de Noronha

In Esporte, Surf On
- Updated

Um surfista foi mordido por um tubarão nesta quinta-feira (14), em Fernando de Noronha. Vinícius Cavalcanti, 31 anos, estava surfando na praia da Cacimba do Padre quando aconteceu o incidente. Ele foi levado de carro, pela esposa, ao Hospital São Lucas com ferimentos na face, no pescoço e na orelha.

Ele chegou com sangramento intenso, mas com “sinais vitais estáveis, lúcido e orientado”, de acordo com informações preliminares da unidade de saúde. Ainda segundo o hospital, ele está bem, estável, tranquilo e conversando.

Vinícius é vendedor de açaí na Cacimba e aproveitou o final do expediente para pegar onda. Segundo relato da mulher do vendedor, Juliana Cavalcanti, o rapaz caiu em cima do tubarão e levou uma mordida.

“Meu marido me contou que estava surfando, quando caiu e o tubarão o abocanhou. A mordida pegou no supercílio, orelha, no queixo e no pescoço. Sangrava muito”, conta.

Juliana Cavalcanti, que é gerente de uma distribuidora de bebidas, socorreu o marido — Foto: Ana Clara Marinho/G1

O pesquisador Léo Veras, do Instituto Tubarões de Fernando de Noronha, conversou com Vinícius Cavalcanti e analisou os ferimentos.

“O surfista me contou que, ao cair da onda, ele chocou-se com o tubarão. Praticamente bateu na cabeça do bicho. O animal deu uma mordida”.

O especialista avalia que o caso não é um ataque. “Foi um erro de identificação, um incidente. Uma situação clássica que já ocorreu na ilha. Com certeza foi um tubarão da espécie limão, que é menos agressivo, não vê o humano com presa”, afirmou.

You may also read!

MPF – Prefeito de Caetité é denunciado por fraude em licitações

O ex-prefeito de Caetité José Barreira de Alencar Filho, o atual prefeito, Aldo Ricardo Cardoso Gondim – Secretário de

Read More...

Moro contraria Bolsonaro e diz que é favorável aos radares

O ministro da Justiça Sergio Moro encaminhou à Câmara dos Deputados documento que contraria o presidente Jair Bolsonaro na

Read More...

BRUMADINHO – Investigados estão soltos e apurações continuam

Quatro meses após o rompimento da Barragem de Córrego do Feijão, da mineradora Vale, em Brumadinho (MG), os investigados

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu