Esportes Aquáticos e Handeball perdem patrocínio dos Correios

In Esporte On
- Updated

Com a decisão do novo governo de rever os gastos das estatais federais em relação aos patrocínios em geral e o posicionamento do Tribunal de Contas da União (TCU), que definiu no final do ano de 2018 como “irregular a prorrogação de contratos de patrocínio” destas empresas, uma vez que os mesmos “não se constituem em serviço de natureza contínua”, o esporte vive uma das mais graves crises financeiras.

A Confederação Brasileira de Handebol (CBHh) e a Confederação Brasiliera de Desportos Aquáticos (CBDA) acabam de perder o patrocínio dos Correios, assim como a Confederação Brasileira de Tênis, cujo contrato era até novembro de 2018 (R$ 4 milhões desde novembro de 2016). Agora terão de sobreviver apenas com os repasses da Lei Agnelo Piva ou com a ajuda direta do Comitê Olímpico Brasileiro (COB) a cerca de um ano e meio dos Jogos Olímpicos de Tóquio.

You may also read!

Programa Centelha Bahia recebe propostas de negócios inovadores até 7 de agosto

Em 2016, o analista de sistemas Mateus Carvalho participou de um edital de financiamento de negócios inovadores promovido pela

Read More...

Bolsonaro manda cancelar vestibular para transgêneros e intersexuais em universidade federal

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) informou, na tarde de hoje (16), que a reitoria da Universidade da Integração da

Read More...

Seminário reúne representantes de municípios baianos para discutir políticas para as mulheres

As estratégias para a promoção da igualdade de gênero no interior da Bahia foram discutidas no seminário ‘Política para

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu