Nenhum eleitor pode ser preso até 48 horas após termino da votação

In Brasil On

Nenhum eleitor pode ser preso ou detido de hoje (23) até 48 horas após o término da votação do segundo turno, no próximo domingo (28). A proibição de prisão cinco dias antes da eleição é determinada pelo Código Eleitoral (Lei 4737/1965), que permite a detenção nos casos de flagrante delito, sentença criminal condenatória por crime inafiançável ou por desrespeito a salvo-conduto.

De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), no domingo da eleição constituem crimes arregimentar outros eleitores, realizar propaganda de boca de urna, usar alto-falante ou amplificador de som, promover comício ou carreata e divulgar qualquer tipo de propaganda de partido político ou candidato.

A publicação ou o impulsionamento de conteúdos na internet também são proibidos, podendo apenas ser mantidos em funcionamento as aplicações e conteúdos publicados antes do dia da votação, conforme resolução do TSE (23551/2017). Os praticantes destes crimes podem ser punidos com detenção de seis meses a um ano, ou pena alternativa de prestação de serviços à comunidade pelo mesmo período. O autor do crime também pode ter que pagar multa que varia de R$ 5.320,50 a R$ 15.961,50.

Agência Brasil

You may also read!

Incêndio atinge fábrica de vaciba para o COVID-19 na Índia

Um incêndio atingiu hoje (21) uma das maiores produtoras mundial de vacinas, uma fábrica da Serum Institute da Índia.

Read More...

Com embaixadores, Rui Costa busca atrair nova indústria automobilística e mais oportunidades para a Bahia

O governador da Bahia, Rui Costa, está numa agenda propositiva frente aos impactos que o fechamento da montadora Ford

Read More...

Corpo decasal de estudantes que viajava de Brasilia para Sobral, é encontrado na Bahia

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) encontrou, por volta das 12h40 desta segunda-feira (18), um carro com os corpos do

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu