PF não pediu prisão dos amigos de Temer

In Brasil On
- Updated

A decisão do ministro Luís Roberto Barroso autorizadora da Operação Skala, deflagrada nesta quinta-feira, 29, revela que a Polícia Federal não chegou a pedir a prisão temporária de investigados, mas, sim, que essas solicitações partiram da Procuradoria-Geral da República. O que a PF pediu, segundo Barroso, foram intimações simultâneas para prestação de depoimento, como alternativa à condução coercitiva.

Já a PGR, ao se manifestar sobre os pedidos da PF, apontou necessidade de prisões temporárias. “Instada a se manifestar, a Procuradoria-Geral da República corroborou as razões apresentadas pela Policia Federal e requereu, em lugar das pleiteadas (pedidas) intimações simultâneas, subsidiárias de condução coercitiva, a decretação da prisão temporária dos investigados”, diz Barroso, citando os 13 alvos desta medida.

O ministro pontuou que a PGR não pediu a prisão temporária das quatro pessoas que são alvo de intimação para depor.

You may also read!

Programa Centelha Bahia recebe propostas de negócios inovadores até 7 de agosto

Em 2016, o analista de sistemas Mateus Carvalho participou de um edital de financiamento de negócios inovadores promovido pela

Read More...

Bolsonaro manda cancelar vestibular para transgêneros e intersexuais em universidade federal

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) informou, na tarde de hoje (16), que a reitoria da Universidade da Integração da

Read More...

Seminário reúne representantes de municípios baianos para discutir políticas para as mulheres

As estratégias para a promoção da igualdade de gênero no interior da Bahia foram discutidas no seminário ‘Política para

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu