Marcell Moraes propõe instalação de câmeras em abatedouros de todo estado da Bahia

In Bahia On

Com o objetivo de garantir transparência e diminuir o sofrimento dos animais criados para o abate na Bahia, o deputado estadual Marcell Moraes (PV) protocolou na Assembleia Legislativa o Projeto de Lei 22.143 que obriga os abatedouros do território baiano a instalarem câmeras de monitoramento em toda linha de produção.

Os equipamentos devem monitorar todo o processo de abate, desde o local onde os animais aguardam para serem abatidos, passando pelos corredores e o ponto exato onde ocorre a insensibilização, até o golpe fatal, a retirada de sangue e a separação das partes.

As imagens geradas devem ser armazenadas pela empresa por 30 dias e disponibilizadas sempre que solicitada pelos órgãos reguladores da atividade. “A instalação de câmeras em abatedouros já é uma realidade em muitos países que se preocupam não apenas com a manutenção da dignidade dos animais, como também com qualidade da produção da indústria alimentícia. A lei que estou propondo vai garantir que o bichos não passem por excesso de osofrimento, além de manter a população bem informada sobre o modo de produção desses abatedouros”, justificou Moraes.

A medida apreciação dos pares para ser aprovada. Após a sanção, os abatedouros terão até 90 dias para se adaptar à nova legislação. Caso não o façam, estarão sujeitos a multas e até à cassação de sua licença de funcionamento.

You may also read!

MP encaminha denúncia ao TJ contra Dr. Pitágoras por aglomeração irregular

Ministério Público Estadual da Bahia – MP/BA ofereceu denúncia criminal ao Tribunal de Justiça da Bahia contra o atual

Read More...

Hospital de Campanha da Arena Fonte Nova será desativado até esta sexta

Com mais de 480 altas contabilizadas, o Hospital de Campanha instalado pelo Estado na Arena Fonte Nova será desativado

Read More...

Bahia tem saldo de 9.420 empregos em agosto, melhor resultado do ano

A Bahia registou saldo positivo de 9.420 postos de trabalho no último mês de agosto. O crescimento foi resultado

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu