Marinha faz balanço da missão no Haiti e destaca missão cumprida

In Brasil On
- Updated

A Marinha do Brasil deu início hoje (28) no Rio de Janeiro a um seminário para avaliar os 13 anos da experiência brasileira na Missão das Nações Unidas para Estabilização do Haiti (Minustah). O evento, que vai até amanhã (29), conta com a participação de oficiais das três Forças Armadas brasileiras – Marinha, Exército e Força Aérea -, além de diplomatas, pesquisadores e outros interessados.

A Minustah foi criada por Resolução do Conselho de Segurança da ONU em fevereiro 2004. O objetivo era restabelecer a segurança e a normalidade após sucessivos episódios de turbulência política e violência que culminaram com a partida para o exílio do então presidente Jean Bertrand Aristide. A missão foi encerada no mês passado. Durante os 13 anos, o Brasil foi responsável pelo comando militar, que teve ainda a participação de tropas de outros 15 países.

“Quando chegamos lá, o país estava a beira de uma guerra civil e passados esses anos se tornou um lugar melhor. Só não ficou melhor ainda devido a uma série de catástrofes naturais. Mas, em termos de segurança, houve a estabilização do país. Em termos do processo político, tivemos pela primeira vez uma sequência de dois presidentes democraticamente eleitos. Antes, era raríssimo um presidente concluir seu mandato”, avalia o contra-almirante Carlos Chagas, que foi assistente do primeiro comandante da missão, o general Augusto Heleno. Informações da Agência Brasil.

You may also read!

DTE de Vitória da Conquista incinera cerca de 200 kg de drogas

Resultado de apreensões que geraram instauração de diversos inquéritos e indiciamento de dezenas de traficantes, cerca de 200 quilos

Read More...

Mercado das Sete Portas passa por desinfecção total como prevenção ao coronavírus

O Mercado Público das Sete Portas passou por uma desinfecção total, como medida preventiva ao avanço do Covid-19, nesta

Read More...

Os militares no esparro

Jolivaldo Freitas Basta ler o que se escreve nos jornais sérios, por colunistas respeitados e atinados, para se saber

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu