STF rejeita prisão de Renan, Sarney e Jucá e abre áudios de Sérgio Machado

In Brasil On
- Updated

pedido de prisão das duas principais lideranças do PMDBno Senado abalou politicamente o conturbado Governo Michel Temer na semana passada, mas não é desta vez que o presidente do Senado, Renan Calheiros (AL), o senador Romero Jucá (RR) e o ex-presidente da República José Sarney vão parar na cadeia. O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, tinha pedido a prisão sob a alegação de que os três estariam tramando para obstruir as investigações da Operação Lava Jato, mas o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavascki não enxergou nos atos dos peemedebistas razão para prisão.

Zavascki destacou que os diálogos expostos nas gravações “não se mostram à altura de agentes públicos titulares dos mais elevados mandatos de representação popular”, mas considerou que, “por mais graves e reprováveis que sejam as condutas”, o que está ali revelado não é suficiente para justificar as prisões. “Não houve, aqui, a indicação de atos concretos e específicos que demonstrem a efetiva atuação para interferir nas investigações”, avaliou.

Delação de Machado sem sigilo

“O teor das conversas gravadas, por si só, não constitui motivo suficiente para a decretação da prisão preventiva. Indispensável seria que o Ministério Público indicasse condutas concretas aptas a formar um convencimento minimamente seguro sobre o risco alegado”, decidiu o ministro. Ao negar as prisões, Zavascki também rejeitou pedidos de busca e apreensão e retirou o sigilo dos depoimentos da delação de Sérgio Machado, o que pode se transformar em novos capítulos da trama em breve.

Por outro lado, Zavascki concedeu prazo de cinco dias para que a defesa do presidente afastado da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), se manifeste sobre pedido de prisão feito por Janot. “Diante da indevida divulgação e consequente repercussão do pedido ora formulado intime-se o requerido para, querendo, manifestar-se em até cinco dias”, decidiu o ministro. Nesta terça-feira, Cunha já tinha visto o Conselho de Ética da Câmara aprovar o pedido de sua cassação e o Ministério Público Federal bloquear seus bens.

You may also read!

TÚLIO GADELHA (PDT-PE) – Propõe tipificação específica para crimes cometidos contra imprensa

Projeto de lei apresentado na Câmara dos Deputados propõe uma tipificação específica de crimes cometidos contra profissionais da imprensa.

Read More...

RODRIGO MAIA – “QUEM DERRUBA A ECONÔMIA É O CORONA VÍRUS”

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, discursou hoje (26) no plenário da Casa e disse que quem

Read More...

WITZEL – STJ autoriza apreensão de obras de arte e busca em salas secretas

Na decisão que autorizou a Operação Placebo, o ministro do STJ Benedito Gonçalves permitiu a apreensão de “obras de

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu